quinta-feira, 31 de outubro de 2013

REAL GOTHIC 7 X 9 CATADÃO

Revanche em Jabaquara!


No domingo, dia 27/10/2013, fizemos o nosso sexto jogo. Dessa vez, a revanche foi contra o Catadão. Jogamos fora de casa, na ótima quadra pública do Centro Paula Souza / Imigrantes - prontamente rebatizada de Arena Imigrantes. 

Nesse jogo, contamos com a presença internacional de Mason Von, atleta do Real Gothic inglês, em viagem pelo Brasil. Além dele, compareceram: Freon, Taís, Ed, Silas, Henrique e, em fase de testes, o estreante Geovane. Taizinha foi nossa fiel escudeira e fotógrafa. O ponto ruim é que, assim como em nosso primeiro duelo com o Catadão, estávamos sem um goleiro fixo. Assim, Henrique, Ed e Freon tiveram que se revezar na mais cruel das posições futebolísticas.



O já conhecido Catadão é um time entrosado e bastante competitivo (até pedir uma falta é complicado, os caras relutam em aceitar). Além disso, os auri-negros compareciam com um elenco ainda mais numeroso e forte do que aquele que enfrentamos anteriormente. Estávamos cientes das dificuldades, era preciso jogar com muito empenho.

O jogo começou e de forma contundente e tranquila o Catadão fez 3 x 0 no placar. Parecia que sofreríamos um sacode vergonhoso. N
ão conseguíamos acertar a marcação, o posicionamento, trocar passes, muito menos chutar ao gol...


Góticos na Roda.


Ciente de sua óbvia superioridade, o Catadão iniciou um rodízio de jogadores que nos permitiu entrar no jogo. Sem um goleiro de ofício, Ed passou a explorar a ideia de goleiro-linha, o que nos deu maior poder ofensivo. Dessa forma, aos poucos, fomos melhorando. Mason, mostrando muita tranquilidade, avançou pela direita e anotou o primeiro gol do Real Gothic. Na sequência, Freon chutou forte, marcando o segundo dos góticos. Pouco depois, Mason desviou cruzamento de Henrique com as partes intimas e anotou mais um, empatando o duelo: 3 x 3. O Real Gothic crescia!

Mas após uma falha de passe, o Catadão voltou a liderar o marcador: 4 x 3. Sem tempo para lamentar, seguimos com um bom ritmo e - em uma rara falha do arqueiro adversário - Freon marcou, empatando novamente a peleja: 4 x 4.


Reação Dark.

No final do primeiro tempo, houve um lance polêmico. Freon chutou forte da intermediária, a bola bateu no travessão e quicou no chão, aparentemente entrando. Houve discussão e o Catadão resistiu em aceitar o gol (que só foi realmente considerado após muita discussão e conversa). Com isso, os morcegos ficaram pela primeira vez na frente: 5 x 4. 

E a primeira etapa terminou com uma aguerrida vitória parcial dos morcegos: 5 x 4.
Aliás, nossa primeira vitória parcial! 

Mason marca o primeiro do Real: "Its like cooking" - Disse o inglês.


No segundo tempo, o Catadão voltou "mordido", com força máxima e sede de vitória. Imediatadamente, eles começaram a impor seu ritmo, dominando a partida. Logo marcaram dois gols em sequência, virando o placar: 6 x 5. 

Mantivemos a raça e, com muita bravura, ainda conseguimos criar algumas ótimas jogadas. 
Após bela trama de passes, Geovane empatou novamente: 6 x 6. Contudo, o brilho de esperança durou pouco. O Catadão anotou outros dois gols, reafirmando sua supremacia: 8 x 6. Mas não desistimos e continuamos lutando. Após cruzamento de Henrique, Freon só escorou de carrinho, mantendo os morcegos no páreo: 8 x 7. Cada gota de suor era sagrada.

Freon marca seu décimo gol com a camisa do Real Gothic.



Apesar das limitações e do extremo cansaço, os morcegos mantiveram o esforço, disputando todas as jogadas com muita entrega e vontade - uma postura digna de elogios. Já no final do jogo, com o Catadão mais relaxado e poupando seus melhores jogadores, crescemos novamente na partida e ameaçamos uma pressão, chegando perto do empate.

Na chance mais preciosa do Real Gothic, mais uma polêmica. Henrique aproveitou um rebote e chutou de dentro da área. A bola correu mansa pela linha do gol, mas o goleiro conseguiu se recuperar e espalmou. Teria a redonda entrado? Um lance duvidoso, mas dessa vez o auri-negro não aceitou. E depois desse susto, os mandantes reagiram...

Trocando passes com facilidade, os mandantes só não marcaram mais gols por excesso de preciosismo ou devido a boa atuação de Ed - quando este estava no gol. Mesmo assim, no ultimo minuto eles anotaram mais um, fechando a conta. Fim de jogo. O segundo tempo terminou em derrota por 5 x 2 e no placar final, vitória do Catadão por 9 x 7. 


Apesar do resultado, o Real Gothic mostrou muita bravura perante um adversário poderoso. Foi um grande jogo!

Góticos sufocando, foi por pouco!



Ficha Técnica
Real Gothic 7 X 9 Catadão
Jogadores: Freon, Taís, Ed, Henrique, Silas, Geovane e Mason.
Gols: Freon (4), Mason (2) e Geovane (1).


Um comentário:

Geovane Mancini disse...

Ficou muito boa a descrição do jogo! Conseguiu se atentar em diversos detalhes do qual eu nem lembrava mais...